Como funcionam os bens da empresa na contabilidade?

Como funcionam os bens da empresa na contabilidade?

Como funcionam os bens da empresa na contabilidade? Bom, eles são classificados como ativos, ou seja, os bens fazem parte do patrimônio da empresa e possuem valor econômico.

Entre os bens estão os imóveis, os móveis, equipamentos, veículos e tudo que está sob a posse da empresa.

A contabilidade por sua vez, é responsável por registrar e analisar todas as movimentações dos patrimônios da empresa, que não inclui apenas os seus bens e direitos, mas as obrigações também.

Continue a leitura para entender melhor o que são os bens da empresa e porque você deve contabilizar todo o patrimônio da sua empresa.

Afinal, o que são os bens?

Primeiramente, você precisa entender o que são, e como funcionam os bens da empresa na contabilidade.

Contudo, os bens são tudo que a empresa utiliza para satisfazer as necessidade da mesma, como por exemplo, equipamentos, imóveis, móveis, entre outros.

Além disso, geralmente os bens são tangíveis, ou seja, coisas físicas, tocáveis.

A seguir vamos ver quais são os tipos de bens que uma empresa pode possuir.

Bens móveis

Como próprio nome já diz, os bens móveis são tudo aquilo que pode ser movido de lugar.

De acordo com o artigo 82 do Código Civil são os que estão “suscetíveis de movimento próprio, ou de remoção por força alheia, sem alteração da substância ou da destinação econômico-social”.

Exemplos de bens móveis:  equipamentos, veículos, estoque, dinheiro.

Os bens móveis podem ser adquiridos por herança, ocupação, invenção, e claro, por compra.

Além disso, um fato interessante é que os bens móveis não necessitam de escrituração pública.

Bens imóveis

Bens imóveis

Ao contrário dos bens móveis, os bens imóveis não podem ser movimentados, ou seja, não podem ser removidos do solo.

Terrenos, edifícios, construções tipo casas, por exemplo, são tipos de bens imóveis.

Os bens imóveis, assim como os bens móveis, podem ser adquiridos pela compra, herança, ocupação e etc.

No entanto, diferentemente dos bens móveis, os bens imóveis precisam de escrituração publica, ou seja, é necessário que estejam registrados em um cartório de imóveis.

Quais são os outros tipos de bens existentes?

Além dos bens móveis e bens imóveis, que você acabou de ver, existem as classificações dos bens. Eles são:

Bens tangíveis

São aqueles bens que podem ser tocados, ou seja possuem forma física.

Os bens móveis, por exemplo, são tangíveis também.

Bens intangíveis

Bens intangíveis

Os bens intangíveis são aqueles que não possuem forma física, ou seja, não podem ser tocados.

A sua marca, por exemplo, é um bem intangível.

Bens de consumo

Esses bens são adquiridos apenas com a intenção de serem consumidos. A frequência do consumo não interfere.

Um bom exemplo de bens de consumo são os materiais de escritório, além dos produtos de limpeza e materiais para insumos.

Bens permanentes

Já os bens permanentes, são considerados dessa forma justamente pela vida útil estimada ser superior a um ano, ou então gerar benefícios econômicos futuros, como por exemplo, softwares.

Como comprar um bem para a minha empresa?

Primeiramente, a compra do bem deve ser feita no CNPJ da empresa, dessa forma você evitará complicações futuras.

Além disso, a compra deve ser feita de forma legal, ou seja, deve possuir nota fiscal ou recibo.

Como vender os bens da minha empresa?

Como vender os bens da minha empresa?

Para realizar a venda dos bens da sua empresa, o responsável legal deve aprovar o ato, ou seja, ele será o responsável pela venda.

No entanto, da mesma forma que a compra deve ser feita de acordo com o que a lei determina, a venda não seria diferente.

Contudo, toda a documentação do bem que a empresa tem posse, deve estar regular para fazer a transferência de titularidade devido a venda, caso necessário.

Separação dos bens da empresa dos bens pessoais

Contudo, não poderíamos finalizar o artigo sem falar o quanto é importante fazer a separação dos bens, ou seja separar o que é seu e do que é da empresa.

Além, essa separação não é recomendada apenas para os bens da empresa, mas também para as contas bancárias e para o dinheiro que entra em caixa.

No dia 20 de setembro de 2019, entrou em vigor a lei Lei nº 13.874, que trouxe mais informações sobre o que é confusão patrimonial.

Mas o que é confusão patrimonial? Bom, a confusão patrimonial acontece quando o sócio (ou sócios) não separa seus bens e contas da empresa.

Sendo assim, caso ocorra alguma ação judicial, e seja comprovado a confusão patrimonial, seus bens automaticamente somaram aos bens da empresa, ou seja, podem ser usados para quitar dívidas referentes a sua empresa.

Como evitar a confusão fiscal?

Conta bancária de Pessoa Jurídica

Primeiramente, você precisa abrir uma conta para a sua Pessoa Jurídica.

Dessa forma, você terá mais organização financeira e sem falar da separação dos gastos da sua empresa que é essencial.

A conta empresarial, ou conta Pessoa Jurídica pode ser até digital. O importante é ter a separação.

Cartão corporativo da empresa

Cartão corporativo da empresa

Ter um cartão corporativo pode ser uma ótima opção para controlar os gastos da empresa, já que foram feitos exclusivamente para isso.

Sendo assim, você pode fazer o pagamento de todas as despesas da sua empresa com o cartão corporativo, ou seja, seus gastos e despesas estarão em apenas um lugar, facilitando o controle.

Registro das movimentações

Registrar tudo o que entra e sai é essencial para ter um bom controle financeiro!

Todas as movimentações devem ser lançadas, desde a compra de um simples material de escritório, por exemplo, até grandes retiradas.

No entanto, você pode terceirizar esse serviço. A Attualize, por exemplo, oferece serviços de BPO financeiro, além de todo um acompanhamento contábil para a sua empresa.

Defina o Pró-labore

Definir o Pró-labore é mais um passo importante para uma boa gestão financeira.

Além de definir o valor dessa remuneração, é necessário fazer o pagamento da forma correta, transferindo da conta de Pessoa Jurídica para a conta de Pessoa Física.

Pagamentos pessoais na conta pessoal

Pagamentos pessoais na conta pessoal

As suas despesas pessoais não devem ser pagas pela conta da empresa, ou seja, a conta da empresa deve estar relacionada apenas a pagamentos da empresa.

Obrigações fiscais

Você deve ter ciência que a parte fiscal da sua empresa precisa estar em dia. O pagamento de tributos, por exemplo, ou então as declarações anuais também precisam ser entregues no prazo.

Concluindo

Por fim, acho ficou claro como funcionam os bens da empresa na contabilidade, não é mesmo?

Sendo assim, um bom controle financeiro é a alma do seu negócio! A Attualize pode te ajudar!

Somos uma contabilidade especializada em diversas áreas, além disso, utilizamos as melhores ferramentas tecnológicas disponíveis no mercado para. Vem pra Attualize!

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato clicando no ícone do WhatsApp.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez + vinte =