normas da Anvisa para salões de beleza

Para estar apto para atender seus clientes, será necessário seguir as normas da Anvisa para salões de beleza.

No entanto, as normas da Anvisa não servem apenas para manter seu espaço em ordem, mas também para regulamentar as atividades exercidas, trazendo segurança tanto para o salão, quanto para o cliente.

Confira as normas da Anvisa para o seu salão de beleza.

Normas da Anvisa para salões de beleza

Afinal, o que é Anvisa?

Anvisa é a sigla utilizada para Agência Nacional de Vigilância Sanitária, ou então Vigilância Sanitária, como é mais conhecida.

A Vigilância Sanitária é uma agência reguladora vinculada ao Ministério da Saúde.

Com a finalidade promover a proteção da saúde da população,  foi criada em 26 de janeiro de 1999 pela Lei nº 9.782.

Ou seja, a Vigilância Sanitária é responsável por todo o controle sanitário dentro do país.

No entanto, as exigências da Vigilância Sanitária referente ao seu estabelecimento, mudam de acordo com a atividade comercial exercida.

Sendo assim, se a sua empresa presta serviços mais arriscados para a população, os cuidados deverão ser maiores.

Normas da Vigilância Sanitária para salões de beleza

Se você está montando um salão de beleza, ou então já tem um salão de beleza, sabe que a Anvisa (Vigilância Sanitária) possui várias exigências para o seu tipo de negócio, não é mesmo? São as normas da Anvisa para salões de beleza!

As normas da Vigilância Sanitária não apenas sobre os produtos utilizados dentro do salão de beleza, mas também sobre o serviço prestado e das condições do salão.

Sendo assim, nos tópicos seguintes vamos te contar sobre as normas e alguns outros detalhes deste assunto.

Evitando risco de contágio

Evitando risco de contágio em salões de beleza

Como mencionando anteriormente, foi justamente pensando na proteção da saúde que a Anvisa foi criada.

Por mais inofensivos que pareçam, alguns procedimentos comuns em salões de beleza podem representar um grande risco a saúde.

Como por exemplo, os serviços onde são utilizados alicates. Se os utensílios não forem bem esterilizados, podem transmitir doenças como micoses, hepatites e até a Aids.

No entanto, por conta desse risco em relação a esterilização a Anvisa proibiu o uso de estufas, obrigando a utilização de autoclave no lugar, já que foi comprovado ser mais eficiente.

Além disso, os salões de beleza que são flagrados não cumprindo as obrigações da Vigilância Sanitária, estão sujeitos a multas de acordo com a lei.

Meu salão de beleza pode ser na minha residência?

De acordo com a Vigilância Sanitária, o seu salão de beleza deve ser livre da sua residência.

Além disso, deve ter local próprio para lavagem de todo o material, cadeiras e macas devem ser impermeáveis. Assim como as toalhas, que a cada uso devem ser sempre lavadas.

Sendo assim, a ventilação do ambiente também deve ser adequada, e o mais importante: o seu salão deve possuir licença sanitária e se comprometer em manter a organização em dia.

Então, em um ambiente residencial é impossível manter as duas coisas.

Determinações da Vigilância Sanitária para salões de beleza

Cabelos

De acordo com a Vigilância Sanitária, se o cliente apresentar algum tipo de lesão no couro cabeludo,  não devem ser feitos procedimentos químicos.

Alisamentos e tintura, por exemplo, são utilizados produtos químicos para a realização do serviço, ou seja, não podem ser realizados caso o cliente apresente essa condição.

Além disso, não utilize produtos caseiros e sempre verifique a procedência do produto, assim como o fabricante,  claro, se tem o registro na Anvisa.

Determinações da Vigilância Sanitária para salões de beleza

Formol

O formol pode ser utilizado, mas em quantidades determinadas pela Anvisa e apenas em na fórmula de cosméticos como endurecedor de unhas ou então conservante.

No entanto, o uso de formol como alisador para cabelos é ilegal e é considerado cancerígeno pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Além disso, ele pode causar vários danos a saúde (tanto para quem aplica, quanto para quem recebe o produto).

Manicure e Podologia

Como mencionamos anteriormente, essa área possui regras muito importantes para evitar contágios.

Além disso, a rotina de esterilização na autoclave deve ser sempre mantida.

No entanto, outro passo importante para a organização dos itens esterilizados é o controle de data da esterilização, por exemplo.

Sendo assim, os itens também devem ser armazenados de forma segura e em local próprio.

Determinações da Vigilância Sanitária para salões de beleza

Depilação

A depilação também exige cuidados específicos para proteger a saúde.

Além disso, o procedimento não deve ser realizado caso a pele apresente algum tipo de lesão, a cera e espátulas devem ser descartadas após cada uso.

No entanto, as regras também abordam as macas, que devem ser de superfície lisa, impermeável e lavável.

Vale mencionar que a reutilização de qualquer produto pode ser enquadrada como crime, e nesse caso não tem a possibilidade de fiança.

Estética

Na estética, procedimentos invasivos, como por exemplo a aplicação de preenchimentos ou botox, só poderão ser realizados por um profissional graduado na área.

Além disso, todos os produtos e equipamentos que são utilizados deverão ter registro da Anvisa (Vigilância Sanitária).

Sendo assim, há exigências para o local também, que deve ser limpo, higienizado e possuir licença sanitária, bem como os produtos a serem utilizados, como por exemplo as seringas e agulhas que são de uso único, e devem ser descartadas após o uso.

É importante lembrar sempre bom lembrar que qualquer cliente pode fazer uma denúncia à Vigilância Sanitária, que serão verificadas imediatamente pelo órgão.

Como fazer o descarte correto do lixo infectante nos salões de beleza?

Como fazer o descarte correto do lixo infectante nos salões de beleza?

Você sabia que apenas 60% dos resíduos infectantes são eliminados da forma certa e recebem o tratamento correto?

No entanto, muitas vezes é por falta de conhecimento, ou então por questões financeiras. Mas uma coisa é certa, o descarte errado pode causar muitos danos ao meio ambiente.

Sendo assim, vamos lhe apresentar os principais tipos de lixos presentes em salões de beleza e como fazer o descarte correto.

Separe os lixos corretamente

Em um salão de beleza, por conta da variedade de serviços prestados (desde serviços de beleza a serviços de estética) é comum ter três tipos de lixo:

  • Resíduo comum (Tipo D);
  • Resíduo infectante (Tipo A);
  • Perfurocortante (Tipo E).

Resíduo comum

O resíduo tipo D é aquele lixo comum, como por exemplo, luvas (que não tiveram contato com material biológico do seu cliente), papel, plástico, e etc.

Sendo assim, o descarte do resíduo tipo D (lixo comum) pode ser realizado pelo serviço público de coleta de lixo.

Como fazer o descarte correto do lixo infectante nos salões de beleza?

Resíduo infectante

Já o resíduo tipo A, é aquele lixo que diferentemente do tipo D, teve contato com material biológico do seu cliente. Como por exemplo, algodão com sangue, lixa de unhas, cabelo, cera de depilação e etc.

Além disso, o resíduo tipo A (lixo infectante) não pode ser descartado juntamente com o resíduo tipo D. Ou seja, você precisa contratar uma empresa especializada nesse tipo de descarte.

Contudo, vale a pena mencionar que o descarte incorreto de lixo é crime e passível de penalidades.

Perfurocortante

No entanto, o resíduo tipo E é o perfurocortante, ou seja, materiais cortantes. Como por exemplo, seringas, laminas de micropigmentação, agulhas, ampolas de vidro e etc.

Concluindo, assim como o resíduo tipo A, o tipo E também precisa ser descartado corretamente através de uma empresa apropriada.

Como a contabilidade pode ajudar o meu salão de beleza?

Como a contabilidade pode ajudar o meu salão de beleza?

Você sabia que a Attualize é uma contabilidade especializada na área da beleza? Ou seja, podemos lhe ajudar em todas as etapas do seu negócio, inclusive com as normas da Anvisa para salões de beleza.

Além disso, utilizamos as melhores ferramentas tecnológicas disponíveis no mercado.

Vem pra Attualize!

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato clicando no ícone do WhatsApp.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 + 18 =