Contabilidade para psicólogos

A contabilidade para Psicólogo começa na organização financeira do seu negócio, seja como Pessoa Física, ou como Pessoa Jurídica. As obrigações fiscais também são complexas, e exigem, sim, um conhecimento específico na área, por isso nesse artigo vamos explicar o que é necessário fazer para ter a contabilidade de um Psicólogo em dia.

Organização financeira do Psicólogo

Como o Psicólogo pode emitir Nota Fiscal?

A questão de emissão de nota fiscal é uma das dúvidas mais comuns, principalmente para pequenos e até médios empreendedores. Além disso, é um dos  primeiros passos para a organização financeira eficiente do Psicólogo.

É previsto na Lei 8846 que toda receita deve ser formalizada através de um documento que seja reconhecido perante os órgãos do governo. Ou seja, além de obrigatório, a emissão da emissão da nota fiscal de serviços eletrônica (NFS-e) é fundamental para organização do seu negócio e deixar a contabilidade do Psicólogo em dia.

Porém, para que os documentos emitidos tenham validade jurídica, é necessário que o Psicólogo possua uma assinatura digital, ou seja, um Certificado Digital.

O Certificado Digital é um documento eletrônico, ou seja, permite que o Psicólogo autentique assinaturas e autorize procedimentos de uma forma completamente eletrônica.

Conforme a cidade, a emissão da nota fiscal pode ser feita sem o Certificado Digital, utilizando o próprio sistema da prefeitura e é autenticado por meio de um login e senha de acesso.

Também é necessário realizar um cadastro na prefeitura da cidade onde o Psicólogo se localiza. Esse cadastro é a autorização para emissão das Notas Fiscais de Serviços. Portanto, este processo deve ser realizado após a liberação do Alvará e Cadastro Municipal do Psicólogo.

Caso o Psicólogo preste serviços fora da sua cidade, é preciso verificar a necessidade de realizar o Cadastro Empresas Prestadoras de Outros Municípios (Cadastro CEPOM).

Para a emissão da nota fiscal, alguns dados são obrigatórios:

  • CNPJ do Psicólogo;
  • Razão social Psicólogo;
  • Endereço da empresa do Psicólogo;
  • Inscrição municipal da empresa do Psicólogo;
  • Nome completo do tomador (cliente);
  • CPF ou CNPJ do tomador (cliente);
  • Endereço do tomador (cliente);
  • Inscrição municipal do tomador (cliente) caso seja empresa;
  • Descrição do serviço prestado;
  • Classificação do CNAE-fiscal;
  • Classificação do CAE (conforme o município);
  • Valor total do serviço;
  • Alíquota e valor do ISS (conforme o tributação e perfil da empresa – verificar com a sua contabilidade);
  • Impostos retidos (quando obrigatório);
  • Informações complementares (conforme seja necessário).

Não emitir Nota Fiscal

Não emitir ou até mesmo adulterar Nota Fiscal em suas movimentações é crime de sonegação fiscal previsto no artigo 1º da lei 8.137/1990. Além disso, o Psicólogo pode ser multado ou até detido por tal ato.

Entretanto, multas e detenções não são o único problema que o Psicólogo pode enfrentar se decidir sonegar sua receita por meio da não emissão das Notas Fiscais.

A falta de emissão de Notas Fiscais pode gerar uma série de outros impasses para o Psicólogo, como exemplo, não poder fazer a distribuição de lucros no final do ano. Isso porque se não houve entrada de receita (por causa da falta de emissão), como é possível fazer a retirada desse dinheiro?

Viu, só? Quando há errado ali, reflete aqui… Não tem jeito, uma coisa esta vinculada a outra.

Quais documentos o Psicólogo precisa enviar à contabilidade?

Notas Fiscais

Esses documentos fiscais são registros oficiais do faturamento do Psicólogo. Além disso, também comprovam as movimentações da empresa em geral.

É importante lembrar que não é necessário imprimir ou digitalizar as Notas Fiscais para enviar para a contabilidade. O Psicólogo pode enviar uma cópia dos arquivos XML para que a contabilidade importe e realize as obrigações contábeis e fiscais.

Despesas

Conta de água,  de luz, telefone, internet, aluguel,  e insumos são contas que precisam ser lançadas na contabilidade para a correta apuração de lucro. Ou seja, os comprovantes dessas contas ou de outras despesas, devem ter suas cópias enviadas à contabilidade. Atualmente existem formas digitais de fazer esse tipo de envio, aqui na Attualize utilizamos de sistemas de integração financeira que facilita esse processo e o cliente faz tudo de forma digital, afinal valorizamos o seu tempo.

Extratos bancários

São necessários para a manutenção da contabilidade. Apesar da contabilidade já ter as movimentações registradas através das Notas Fiscais, são importantes para a conciliação bancária e informe de rendimentos, por exemplo.

Quais impostos o Psicólogo paga?

Os impostos e alíquotas variam de acordo com alguns fatores, como por exemplo, se o Psicólogo será Pessoa Física ou Pessoa Jurídica, ou seja, esses fatores também impactam na contabilidade do Psicólogo.

Atuando como Pessoa Física, assim como Pessoa Jurídica, o Psicólogo também tem obrigações fiscais para ficar em dia com o fisco.

Impostos para Psicólogos como Autônomo/Profissional Liberal

  • Imposto Sobre Serviço (ISS) —  Conforme a prefeitura do seu município, o ISS pode ser pago mensalmente ou anualmente;
  • Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) — O IRRF é recolhido através do Carnê Leão;
  • Contribuição Previdenciária (INSS) — Mensalmente o Psicólogo deve contribuir através da GPS (Guia da Previdência Social).

Impostos para Psicólogos como empresa

Caso o Psicólogo escolha atuar como Pessoa Jurídica a tributação varia um pouco de acordo com o Regime Tributário e Natureza Jurídica.

Existem três Regimes Tributários: Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real.

Simples Nacional

O Simples Nacional, é um Regime Tributário onde s alíquotas são progressivas, ou seja, sobem gradualmente conforme o faturamento do Psicólogo aumenta. Além disso, os impostos são unificados em apenas uma única guia , o DAS. E a tributação é calculada com conforme o faturamento do Psicólogo e utilizando a alíquota da atividade econômica.

O Psicólogo que está enquadrado nesse Regime Tributário pagará os seguintes impostos:

  • ISS (Imposto sobre Serviços) – O Psicólogo é isento de ISS em caso de prestação de serviço fora do país;
  • PIS/PASEP (Contribuição social de natureza tributária);
  • Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social);
  • IRPJ (Imposto sobre a Renda da Pessoa Jurídica);
  • CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido);
  • CPP (Contribuição Patronal Previdenciária).

Lucro Presumido

Já no modelo tributário Lucro Presumido, o Psicólogo pagará todos os impostos separadamente, diferente do Simples Nacional que centraliza em uma única guia, o DAS. Optando pelo Lucro Presumido, o Psicólogo terá taxas mensais e trimestrais.

Impostos que o Psicólogo pagará como Lucro Presumido:

  • PIS (0,65%);
  • COFINS (3%);
  • IRPJ (15%);
  • CSLL (9%).

Nesse Regime Tributário, o fisco presume que o lucro para serviços de Psicologia é de 32% e toda a apuração é feita com base nesse percentual, ou seja, não é feito sobre o valor bruto como no caso do Simples nacional.

Lucro Real

Optando pelo Regime Tributário Lucro Real, ele é bem muito semelhante ao Lucro Presumido, a diferença é que o imposto é calculado com base no lucro real, ou seja, todos os impostos são calculados baseados no que a empresa realmente teve de lucro.

  • PIS (1,65%);
  • COFINS (7,6%);
  • IRPJ (15% e 25% quando o lucro for maior a esse valor no mesmo período);
  • CSLL (9%) .

Como ter um CNPJ para psicólogo?

Para ter um CNPJ o Psicólogo precisa abrir uma empresa. Conforme mencionado acima, existem tipos de Regime Tributário e Naturezas Jurídicas, por esse motivo o Psicólogo deve levar em consideração suas despesas e faturamento. Além disso, as obrigações fiscais da contabilidade do Psicólogo aumentam.

Escolher a Natureza Jurídica também é muito importante. Nesse ponto, o Psicólogo deve levar em consideração o seu quadro societário, atividade, faturamento, etc. Isso porque de acordo com esses pontos, o Psicólogo se encaixará melhor em determinado tipo de empresa.

Em uma conversa com uma contabilidade especializada em psicólogos é fácil tomar essa decisão de forma mais segura.

Para Psicólogos as opções mais comuns são: Empresário Individual (EI), EIRELI (Empresa Individual de Responsabilidade Limitada), Sociedade Limitada Unipessoal e Sociedade Limitada.

Para entender melhor sobre os tipos de empresas para Psicólogos, indicamos a leitura do nosso  artigo sobre qual melhor tipo de empresa para Psicólogo.

Como ter um CNPJ para psicólogo?

O que o psicólogo precisa para atender?

Em primeiro lugar, para abrir um consultório ou prestar qualquer tipo e serviço relacionado a Psicologia, o Psicólogo precisa ter registro ativo no CRP (Conselho Regional de Psicologia).

Além disso, para o Psicólogo atender é necessário providenciar mais alguns documentos para ter liberação e trabalhar dentro da legalidade. Eles são:

  • Alvará de Funcionamento – Prefeitura;
  • Licença do Corpo de Bombeiros – Corpo de Bombeiros;
  • Habite-se (Licença Ambiental) – Órgãos municipais ou estaduais de Meio Ambiente;
  • Licença Sanitária – Órgãos municipais, estaduais e federal de Vigilância Sanitária (Anvisa);
  • Registro de Responsabilidade Técnica – Conselho Regional de Psicologia;
  • Registro do Empreendimento –  Conselho Regional de Psicologia;
  • Inscrição na prefeitura para pagamento do ISS (Imposto sobre Serviços) – Prefeitura;

Esses requisitos são responsáveis por deixar o Psicólogo em dia, ou seja, regular e legalizado independente de atuar como Pessoa Física ou como Pessoa Jurídica.

Como psicólogo paga INSS?

A contribuição para Previdência é essencial para ter direitos aos benefícios previdenciários, como por exemplo, Aposentadoria, Salário-Maternidade, Auxílio-Doença.

A contribuição de Pessoa Física deve ser feita mensalmente através da Guia da Previdência Social (GPS).

Já no caso do psicólogo que atua como Pessoa Jurídica, a contribuição deve ser feita através da retirada de pró-labore.

Agora como é feita a contabilidade de um Psicólogo ficou claro, não é mesmo?

Muitos psicólogos empreendedores que estão começando ou que têm pequenas ou até médias empresas,  pensam que não é necessário contratar um profissional para fazer a sua contabilidade, mas muito pelo contrário, contar com um contador para Psicólogo especializado em Psicologia é uma escolha muito importante e inteligente para garantir que seu negócio comece com o pé direito!

A Attualize é uma contabilidade especializada na área de Psicologia e conta com uma equipe altamente treinada para lhe auxiliar em todas as etapas, além disso, trabalhamos com as melhores ferramentas tecnológicas do mercado, tudo para contribuir com a evolução da sua empresa.

Entre em contato com a gente clicando no ícone do WhatsApp.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze + dezoito =