Como Psicólogo pode dar recibo?

Com certeza você já se perguntou ”Como o Psicólogo pode dar recibo?”, ”Como funciona a emissão de nota fiscal para Psicólogos?”. A maioria dos Psicólogos trabalham por conta própria e é muito comum confundir Recibo com Nota fiscal. Embora sirvam para formalizar um pagamento pela prestação de serviço, são diferentes.

No entanto, para os Psicólogos também é comum ter dúvidas sobre como emitir notas fiscais ou recibos. Por isso nesse artigo vamos explicar como o psicólogo pode dar recibo, emitir nota fiscal, além de explicar cada um deles.

Como o Psicólogo pode dar recibo?

Diferença entre recibo e nota fiscal

No entanto, vamos esclarecer de uma vez por todas. A diferença entre recibo emitido pelo psicólogo e a nota fiscal emitida pelo psicólogo, é que o recibo serve apenas para comprovar o pagamento do serviço prestado e quitação de dívida.

Já a nota fiscal registra a sua venda, o fato gerador em si, que no caso dos Psicólogos, é a prestação de serviços psicológicos. Além disso, nota fiscal é muito importante para manter a

regularidade do seu negócio e deixar os registros contábeis em dia, além de ser obrigatório para psicólogos PJ.

Como o Psicólogo pode emitir Nota Fiscal

A Nota Fiscal é um documento fiscal que formaliza a prestação dos serviços pelo Psicólogo como Pessoa Jurídica. Inclusive, vale lembrar que o Psicólogo é obrigado a emitir Nota Fiscal para todas as movimentações da sua empresa.

A Nota Fiscal muitas vezes é confundida com o Recibo, que é um documento não oficial que o Psicólogo utiliza apenas para comprovar pagamento ou quitação de dívida.

Aqui no Brasil Notas Fiscais de serviços de atendimento de saúde, como por exemplo uma sessão Psicológica, podem ter um abatimento no Imposto de Renda do tomador do serviço, ou seja, o seu paciente. E deve ser declarado por todos os anos por quem esta obrigada a entregar a declaração de imposto de renda de pessoa física.

Por outro lado, ainda que os Psicólogos estejam no começo da profissão, é recomendável seguir todos os passos para se manter em dia com as obrigações fiscais, evitar autuação e em casos graves até a proibição do exercício da função (no caso de irregularidades).

Por isso indicamos que mesmo no começo do exercício da profissão, os Psicólogos devem optar pela legalidade do seu negócio, emitindo as Notas Fiscais e pagando seus impostos em dia.

E como emitir? O Psicólogo pode realizar a emissão das notas fiscais diretamente no site da prefeitura onde sua empresa é registrada, ou utilizando algum software desenvolvido para isso.

As informações que devem consta são:

  • Dados do cliente (Nome ou razão social, CPF ou CNPJ, endereço, inscrição municipal caso seja empresa);
  • Descrição do serviço prestado;
  • Valor do serviço prestado;
  • Dados da empresa do Psicólogo (CNPJ, razão social, endereço, inscrição municipal, etc).

Como fazer recibo de atendimento psicológico?

O Recibo emitido para os pacientes é usado por  Psicólogos que atuam como Pessoa Física (Autônomo/Profissional Liberal), no caso de você ter uma empresa você não emitirá o recibo e sim a nota fiscal de prestação de serviços psicológicos.

O Psicólogo utiliza o recibo para registrar que a transação financeira da prestação de serviço ocorreu corretamente. Além disso,  o paciente utilizará desse recibo para abater em seu imposto de renda como despesa dedutível.

Esse é um outro motivo para que o psicólogo se atente e tenha o controle de todos os recibos emitidos, pois quando o paciente declarar o CRP e o CPF do psicólogo, automaticamente a Receita federal faz o cruzamento das informações com o que o próprio psicólogo declara também.

Mas afinal, o que o Psicólogo precisa para emitir recibo? Como fazer recibo de atendimento psicológico? Não existe segredo para o Psicólogo emitir um recibo, aliás, pode ser simples e feito no Word mesmo.

Para emitir recibo, o Psicólogo basicamente precisa ter em mãos os dados do cliente, valor do serviço prestado ao cliente, e os dados do Psicólogo, inclusive registro do CRP (Conselho Regional de Psicologia), deve constar o seu registro como psicólogo e seu CPF obrigatoriamente.

Reembolso de convênios

Reembolso de convênios

Como esse é um assunto que ainda gera dúvida em muitos Psicólogos, vamos falar um pouquinho sobre isso como fazer recibo para reembolso do Psicólogo.

Vale lembrar que todo paciente tem direito garantido por lei para escolher um Psicólogo que se sinta confortável sem necessariamente depender do convênio. Isso porque a lei reconhece que a escolha do profissional para o atendimento Psicológico é algo muito pessoal.

Mas a grande questão é: Como solicitar o reembolso?

Primeiramente, o cliente deve entrar em contato o convênio dentro do prazo estabelecido pelo próprio convênio (normalmente o prazo é de 30 dias, podendo se estender em até um ano, mas é importante verificar).

Juntamente com a solicitação, o paciente deve apresentar seus documentos pessoais. Além disso, é preciso comprovar a prestação de serviço do Psicólogo.

O paciente pode utilizar os valores cobrados pelo atendimento, honorário do Psicólogo, isso tudo pode  para comprovar a consulta. Também é necessário apresentar uma justificativa para conseguir o reembolso.

Outro ponto para ressaltar é que o valor a ser reembolsado será o mesmo que o convênio paga para os Psicólogos do plano de saúde. Ou seja, caso o paciente gaste além do que o convênio paga aos Psicólogos do plano de saúde, ficará no prejuízo.

Porém, caso o convênio se recuse a atender a solicitação de reembolso, o paciente precisa procurar um advogado especialista para resolver da melhor forma, dentro da lei.

Você como psicólogo deverá emitir um recibo normalmente conforme explicado no tópico anterior e entregar ao seu paciente, o restante é por conta do paciente.

O que o Psicólogo precisa pagar?

Neste artigo, já falamos sobre recibos, notas fiscais, e como emitir cada um. Agora vamos abordar um pouquinho sobre os impostos que são pagos pelo Psicólogo, ou seja, o que o Psicólogo precisa pagar.

Quando o Psicólogo escolhe atuar como Pessoa Jurídica, ou seja, que tem uma empresa com CNPJ ativo, pagará os seguintes impostos:

  • ISS (Imposto sobre Serviços);
  • PIS/PASEP (Contribuição social de natureza tributária);
  • Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social);
  • IRPJ (Imposto sobre a Renda da Pessoa Jurídica);
  • CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido);
  • CPP (Contribuição Patronal Previdenciária).

No entanto, os impostos e a forma como recolherá os mesmo variam de acordo com cada Regime Tributário. Neste artigo sobre Contabilidade para Psicólogo  está mais claro sobre como funciona a tributação em cada modalidade de Regime Tributário.

Abaixo deixamos um vídeo bem completinho sobre tuuuudo o que envolve a tributação para psicólogos, bem como a contribuição para o INSS no caso de atuar como pessoa física, assista!

O que o Psicólogo precisa pagar?

Ficou claro como o Psicólogo pode dar recibo ou emitir notas fiscais?

Ficou com alguma dúvida? Não perca tempo! Entre em contato com a nossa equipe através do ícone do WhatsApp.

A Attualize Contábil é uma contabilidade especializada na área da Psicologia. Além do mais, contamos com as melhores ferramentas tecnológicas do mercado para garantir os melhores resultados para os nossos clientes.

Nós podemos lhe ajudar em cada etapa do seu negócio, desde o planejamento até a execução. Por isso, conte com a gente!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 + 10 =